HOMENAGEM A TATA AMARAL

HOMENAGEM A TATA AMARAL

Sábado, 07/5 às 21:00 até Segunda, 09/5 às 20:59

Para assistir aos filmes do Femina 2022, cadastre-se gratuitamente em INNSAEI.TV, é rápido e bem fácil.

Assista às nossas cerimônias de Abertura, Encerramento, Homenagem e muito mais no YouTube

Conversa com Tata Amaral

Participantes:

Tata Amaral

Cineasta homenageada. Uma das mais talentosas e premiadas realizadoras da recente filmografia do Brasil. Seu trabalho se destaca pela experimentação e originalidade. Seu longa de estreia Um céu de estralas (1996) é considerado pela crítica como um dos tres mais importantes filmes brasileiros dos anos 1990. Seu segundo longa, Através da Janela (2000) ganhou diversos prêmios nacionais e internacionais. Dirigiu ainda os longas Antonia (2006), Hoje (2013), Trago comigo (2016) e Sequestro Relâmpago (2018), além das séries Rua! (2013), Causando na Rua (2016) e as Protagonistas (2020).

Caru Alves de Souza

Diretora, roteirista e produtora. De Menor, seu longa-metragem de estreia, teve Première Mundial na 61ª edição do Festival de San Sebastian e ganhou o prêmio de Melhor Filme no Festival do Rio, ambos em 2013. Dirigiu e roteirizou os curtas Assunto de Família (2011) e O Mundo de Ulim e Oilut (2011), que estreou mundialmente no Festival do Rio. Também dirigiu os documentários Mascarianas (2008) e Vestígios (2010). Seu segundo longa metragem é Bagdá – Cenas do Cotidiano, uma coprodução entre a Manjericão Filmes e a Tangerina Entretenimento. A realizadora é também integrante do Coletivo Vermelha, um grupo de profissionais mulheres do audiovisual de São Paulo e foi curadora da Mostra O Cinema Humanista dos Irmãos Dardenne, exibida nos Centros Culturais Banco do Brasil de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília ao longo de 2016, eleita pelo jornal O Globo como uma das melhores Mostras de 2016.

Samuel Paiva

É professor da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), onde atua na área de História do Audiovisual, tanto no Bacharelado em Imagem e Som quanto no Programa de Pós-Graduação em Imagem e Som. É um dos líderes do Cinemídia – Grupo de Estudos sobre História e Teoria das Mídias Audiovisuais. Graduado em Comunicação Social pela Universidade Federal de Pernambuco (1986), mestre (1999) e doutor (2005) em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP), com pós-doutorado pela University of Reading (Reino Unido, 2019). É autor de vários artigos e do livro A Figura de Orson Welles no Cinema de Rogério Sganzerla (Alameda, 2018), coeditor dos livros Viagem ao Cinema Silencioso do Brasil (Azougue Editorial, 2011) e XI Estudos de Cinema e Audiovisual (Socine, 2010). É codiretor do documentário Passagens: O Cinema Brasileiro entre Mídias, Tempos e Espaços (2019).

Mediação: Paula Alves e Eduardo Cerveira

Para assistir aos filmes do Femina 2022, cadastre-se gratuitamente em INNSAEI.TV, é rápido e bem fácil.

Assista às nossas cerimônias de Abertura, Encerramento, Homenagem e muito mais no YouTube


Exibição do filme:

Hoje

Vera é uma ex-militante política que recebe uma indenização do governo, em decorrência do desaparecimento do marido, vítima da repressão da ditadura militar. Com o dinheiro ela consegue comprar um apartamento próprio, além de enfim poder ser reconhecida como viúva. Só que, quando está prestes a se mudar, recebe uma visita que altera sua vida.

Melhor Filme, Melhor Atriz, Melhor Roteiro, Melhor Fotografia, Melhor Direção de Arte, Prêmio da Crítica, Brasília 2011; Melhor Fotografia, Unasur/Argentina 2013; Melhor Atriz pelo Público, Melhor Atriz pela Crítica, Melhores Filmes SESC 2014; Melhor Atriz,APCA 2014

Ficção
90min, cor
SP, 2011

Direção: Tata Amaral
Roteiro: Jean-Claude Bernardet, Rubens Rewald, Felipe Sholl
Produção: Caru Alves de Souza, Tata Amaral, Rafaella Costa, Joana Mariani, Matias Mariani
DA Vera Hamburger
MA Donna Meirelles
M Idê Lacreta